SPQR Brasil team

A temporada do FIFA 20 teve vários momentos marcantes para o cenário brasileiro e para a SPQR. Um desses momentos foi o desempenho excelente do Felipe Leite no quarto estágio da FUT Champions Cup, disputado em Paris. É interessante entender como esse desempenho foi alcançado, e quanto esforço (e tempo) foi necessário pra isso.

Esse campeonato não durou apenas três dias. Para chegar lá, Felipe teve uma jornada de mais de dois anos, começando em dezembro de 2017. Naquele momento, Felipe ainda não era jogador profissional, mas começava a trilhar um caminho importante. Teve constante evolução até o fim da temporada do FIFA 18, quando foi contratado pela SPQR. Durante a temporada do FIFA 19, ainda não tinha a idade exigida para participar de campeonatos presenciais, mas já estava em um ambiente mais favorável, com pessoas (tanto colegas jogadores quanto administradores da SPQR) focadas na evolução de cada jogador e, como consequência disso, da presença da SPQR em campeonatos e do cenário brasileiro de FIFA como um todo. Esse processo de evolução envolveu disputa de qualificatórias oficiais, mesmo que não houvesse possibilidade de disputar os campeonatos presenciais. Isso ajudou muito na evolução do Felipe, que estava se preparando da melhor forma possível: conhecendo situações adversas e desgastantes dentro do FIFA, visto que as qualificatórias são disputadas pelos jogadores mais qualificados do continente. 

Na temporada do FIFA 20, Felipe atingiu a idade necessária para disputar campeonatos presenciais organizados pela Electronic Arts, e com isso intensificou ainda mais os treinos (de 3 horas por dia). Usando a experiência adquirida com a disputa de várias qualificatórias anteriores, Felipe chegou mais preparado do que nunca para disputar uma vaga para o presencial de Paris. No primeiro dia (formato suíço), venceu 6 confrontos de 7, e com isso se colocou como um dos favoritos para o segundo dia de qualificatória. No segundo dia, venceu nomes como NSE Vini e Felipe Abd, e garantiu a vaga no presencial.

A parte mais marcante dessa história foi escrita em Paris. Após duas derrotas nos primeiros confrontos, Felipe venceu as últimas três batalhas e obteve uma classificação histórica para o mata-mata. Nos jogos eliminatórios, começou com dois jogos difíceis contra o alemão “xLennyyy”, conseguindo vitórias de 1×0 e 2×0. Nas quartas de final, outro momento muito marcante: vitória no confronto contra o inglês Gorilla, um dos nomes do FIFA mais conhecidos mundialmente nos últimos anos. Em duas partidas tensas, houve um empate por 1×1 e uma vitória por 2×1, com um resultado agregado de 3×2.

Essa campanha histórica terminou na semifinal, disputada contra Tekkz, melhor jogador de FIFA do mundo nas últimas duas temporadas. Mesmo com essa derrota, a história já estava escrita, e uma jornada longa e desgastante foi recompensada com uma presença entre os 4 melhores jogadores de FIFA do mundo no Xbox.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *